Jum Nakao

Tsurus (Brasil)

Bolsa ecológica assinada por Jum Nakao.

1
  • tsurus_03
  • tsurus_01

Sadako Sassaki era uma menina de 2 anos e morava em Hiroshima, quando a aviação americana em 1945 lançou a bomba atômica sobre a cidade. Aparentemente ilesa, escapou com a mãe e o irmão mais velho. Passados 10 anos, foi-lhe diagnosticada leucemia, o câncer do sangue, na época chamado no Japão “doença da bomba atômica”. Um amigo disse-lhe que um pássaro, o tsuru, vive mil anos e tem o poder de conceder desejos. Se uma pessoa dobrar mil tsurus e fizer seu pedido a cada um deles, seu pedido será atendido. Sadako começou então a dobrá-los e a pedir para se curar, porém sua enfermidade se agravava. Sadako dobrou 964 tsurus até 25 de outubro de 1955, quando, rodeada por sua família, montou seu último tsuru. Seus colegas de classe dobraram os pássaros que faltavam para que fossem enterrados com ela. No dia 5 de Maio de 1958, o Monumento da Paz das Crianças foi inaugurado no Parque da Paz de Hiroshima. Neste parque há uma estátua de Sadako com um Tsuru dourado nas mãos e a seguinte frase, gravada na base: Este é nosso Grito. Esta é nossa oração: Paz no mundo.

No ano do centenário da Imigração Japonesa, tema da 25º edição do SPFW, a Passamanaria, empresa júnior do SENAC, convidou visitantes a dobrar um tsuru e receber uma bolsa ecológica assinada por Jum Nakao.

Junho de 2008